cadastre-se

Cadastre seu email e receba novidades

Facebook

Notícia

Nova diretoria do Sindsaúde para Triênio 2018/2021 toma posse

Nova diretoria do Sindsaúde para Triênio 2018/2021 toma posse

Nova diretoria do Sindsaúde para Triênio 2018/2021 toma posse

Nova diretoria do Sindsaúde para Triênio 2018/2021 toma posse
Emocionada, a presidente empossada Ivanilda Brito reafirmou compromissos com a categoria e disse que a nova gestão será compartilhada com os trabalhadores
 
 
A nova diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em saúde do Estado da Bahia (Sindsaúde-Ba) tomou posse nesta terça-feira (30), em uma solenidade bastante concorrida realizada no auditório do Sindimed-Ba. Com a platéia formada por representantes de diversas entidades sindicais e autoridades, os diretores empossados para o triênio 2018/2021 reforçaram, em juramento, o seu compromisso de lutar pelos interesses da categoria e em defesa da saúde pública.
 
A cerimônia foi presidida pelo presidente da CTB-Bahia Pascoal Carneiro, que ressaltou os desafios que a nova gestão irá enfrentar no cenário político nacional. “Vocês assumem um mandato num momento de luta intensa no Brasil pelo restabelecimento da democracia. As instituições democráticas estão sendo dilaceradas. Depois da aprovação da reforma trabalhista, que prejudicou os trabalhadores e enfraqueceu os sindicatos, é necessário intensificar a luta contra a reforma da Previdência”, pontuou.  
 
Emocionada, a presidente empossada Ivanilda Brito reafirmou compromissos já firmados com a categoria durante o X Congresso do Sindsaúde e disse que fará uma gestão compartilhada. “Formamos um time. Vamos para campo e vamos para ganhar. O nosso grande objetivo  é defender o trabalhador, fortalecer o SUS, fazer uma luta unificada com todas as categorias e lutar pelo concurso público” disse.
 
Ivanilda lembrou sua trajetória dentro do Sindsaúde, afirmando que a  nova gestão vai aproximar a entidade cada vez mais dos trabalhadores, sobretudo no interior do estado. No projeto da nova diretoria Ivanilda destacou a implantação do Conselho de Representantes para ouvir mais as bases; a Comissão de combate ao Assédio Moral; o Sindsaúde Itinerante, para levar a estrutura do sindicato ao interior do estado; cursos de formação para a diretoria e a base; criar o Dia D de incentivo ao recadastramento e filiação; implantar o Departamento de RH; ampliar a comunicação com os associados, a criação do coral do Sindsaúde, com a participação dos aposentados; e a organização de um encontro nacional dos sindicatos de saúde estaduais. Além disso,  fazer a luta com as outras entidades sindicais e populares,  em defesa da democracia e pelo resgate dos direitos usurpados dos trabalhadores brasileiros.
 
 
 
Desafios com o governo estadual
 
 
 
O ex-presidente do Sindsaúde-Ba Silvio Roberto dos Anjos e Silva desejou boa sorte à nova gestão e lembrou as dificuldades enfrentadas pelos servidores públicos a nível nacional e, principalmente estadual. “A gente tem uma luta muito grande a nível estadual. Inicia-se pelo descaso do governador em desrespeitar decisões judiciais favoráveis ao Sindsaúde, a exemplo do pagamento da URV e do restabelecimento da insalubridade, além de não conceder reajuste salarial há três anos. E ainda pior foi a intervenção nas entidades sindicais dos servidores públicos do estado da Bahia, que, atualmente, vêm enfrentando grandes problemas, sobretudo financeiros, como o Sindsaúde. Essa nova diretoria necessita de todo apoio dos trabalhadores da saúde e de outras categorias”, afirmou.
 
 
 
Unidade dos trabalhadores
 
 
 
A diretora do Sindsaúde e vereadora de Salvador, Aladilce Souza, destacou a necessidade da unidade dos servidores estaduais para enfrentar a crise política e econômica no Brasil e na Bahia. “Estamos sentindo mais confiantes junto com tantas entidades com disposição para lutarmos juntos e enfrentar os desafios do momento. Passamos por tempos difíceis de  grandes adversidades, como as privatizações de serviços, reajuste zero e retirada de direitos. A palavra de ordem é unidade. Unidade dos trabalhadores para enfrentar as batalhas. Com certeza vamos virar este jogo”, disse.
 
 
 
 Sindicato combativo
 
 
 
            (1)As representações sindicais e as autoridades presentes na solenidade destacaram a importância do Sindsaúde no cenário sindical da Bahia e pela luta em defesa do SUS. “Parabéns a nova diretoria que faz valer a continuidade deste sindicato que tanto anima a luta do nosso povo baiano por democracia e por melhores condições de saúde em defesa do SUS. Vocês fazem desta entidade uma instituição indispensável para o mosaico sindical da Bahia. Nós vivemos momentos difíceis e o Sindsaúde, ao lado das demais entidades de saúde, é, sem dúvida, um dos pilares que guardam o SUS, esta grande vitória do povo brasileiro. Sem dúvida nenhuma, o Sindsaúde forte é a saúde forte. É o trabalhador da saúde lutando por um plano de carreira digno, lutando para conquistar sua URV e o retorno de sua insalubridade. É a luta democrática. Para mim é uma honra trilhar este caminho ao lado de vocês e colocar o meu mandato à disposição da entidade para suas lutas”, afirmou a deputada federal Alice Portugal (PCdoB-Ba).
 
 
A diretora de Saúde no Trabalho do Sindicato dos Servidores da Fazenda do Estado da Bahia (Sindsefaz) Gilvânia Martins também parabenizou a diretoria.
 
“Esta é uma diretoria com muito peso de formação intelectual. A luta está se tornando árdua e a gente precisa ganhar mais fôlego e mais força para esta luta.
 
Por isso, esperamos que a gente possa estar sempre juntos e nos apaixonando verdadeiramente na defesa do SUS”, disse.
 
 Laços históricos em defesa do SUS 
 
O Vice-presidente do Sindimed-Ba, Luiz Américo falou sobre os laços históricos de luta entre os dois sindicatos.
 
“É uma honra poder receber a diretoria do Sindsaúde no nosso sindicato. Se desde o início da luta a união e a proximidade dos dois sindicatos já era importante, agora mais do que nunca.
 
O caminho para minimizar essas dificuldades é caminharmos juntos para construir uma luta a nível estadual e nacional”, destacou.
 
 
 
Protagonismo feminino
 
 A Secretaria estadual de Políticas Públicas Para Mulheres Julieta Palmeira destacou a importância da retomada de uma mulher à frente do Sindsaúde, que tem mais de 60% de mulheres na sua categoria. “O fato de Ivanilda assumir a direção do sindicato é um marco para esta luta sindical e para as trabalhadoras que precisam ser, antes de mais nada, trabalhadoras feministas.
 
Estamos vivendo um momento de grande dificuldade no país e as mulheres estão na rua para isso. Estão em movimento contra o conservadorismo e o obscurantismo que se expressa com a subtração da democracia e dos direitos dos trabalhadores”, pontuou.
 
Participaram da mesa de solenidade de posse o presidente da Associação dos Funcionários Públicos do Estado da Bahia, Armando Campos, a coordenadora da Fetrab, Marinalva Nunes,  a primeira tesoureira do Conselho Regional de Enfermagem da Bahia (Coren-Bahia), Aline Soares, Madalena Noronha do Conselho Municipal das Mulheres e Renato Jorge Pinto, coordenador geral da Assufba.
 
 
 
 
Também estiveram presente no evento a secretária Estadual de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Olívia Santana, o ex-presidente do Sindimed Gil Freire, o vice-presidente da CTB Nacional, Claudemir Nonato, presidente da Associação de Funcionários da UESC, Marco Aurélio, a coordenadora do Sindicato dos
 
Trabalhadores em Educação do Terceiro Grau (Sintest) – UEFS Maristela Pinho, a coordenadora geral do Sintest-UEFS Daiana Alcântara, o coordenador do Sintest-UNEB Firmino Júlio Filho, o diretor de comunicação do Sindicato dos Bancários Aldelmo Andrade, o assessor jurídico do Sindsaúde, Gilvan Assumpção, o assessor do deputado federal Jorge Solla Adelmo Silva, os diretores do Sindsefaz, Marilucia Albuquerque, Ubirajara Lima, Edson Felipe da Silva, José Domingos, Jorge Claudemiro, e Joaquim Amaral. Após a cerimônia de posse foi realizado um coquetel de confraternização.
 
Fotos: João Ubaldo
FOnte: Sindsaude

Deixe seu comentario:


Todos os direitos reservados à FETRAB